O que é Boho? Dicas de Estilo

O termo vem de “bohemian of soho“, um movimento francês que surgiu em Nova York nos anos 20 entre um grupo de intelectuais que misturavam arte e moda. Nos anos 60/70 em Londres o estilo Boho ficou bem popular, especialmente no bairro Soho (sim, um bairro com o mesmo nome só que londrino). Aos poucos o estilo Boho foi ganhando novas referências, como o estilo hippie dos anos 60 com uma pitada de tribal e étnico. A partir de 2003 o estilo voltou a ser inserido na moda, em festivais de Música como o Lollapalooza e Coachella dos EUA. Depois de um tempo ganhou a versão Boho Chic, que é a mistura de peças boho com peças mais chiques, de marcas mais conceituadas, e o uso de salto alto, calças de couro, etc. Porque na moda vale tudo!

Dicas para mergulhar no estilo:

Botas de couro estilo Uncle boot, e sandálias gladiadoras, acessórios com pedrarias. O estilo explora muito elementos artesanais, bolsas, chapéus, pulseiras. Franjas!

estilo-boho-chic-style-celebs

Tecidos floridos, com floral miúdo, estampas geométricas de fundo escuro, batas de algodão e longos esvoaçantes mesclados com peças de couro e jeans. Coletes.

estilo-boho-chic-elementos-1

Um visual que costuma transmitir personalidade, podendo misturar peças simples com luxuosas, sempre mantendo o conforto como essência, blusas do tipo bata, saias longas, vestidos de tecidos bem leves e esvoaçantes, e estampados, principalmente com temas étnicos, somados a botinhas, bolsas de franjas, um mix de várias pulseiras e anéis, geralmente feitos com material natural como penas, madeira, pedras e metais. O jeans também está presente, na calça pantalona e no short curto bem detonado.

Como o estilo nasceu em eventos que acontecem durante o verão, os chapéus eram itens essenciais para compor o look. O mais desejado é o modelo Floppy, o grande ícone hippie, de abas grandes e de feltro preto ou marrom.Outra alternativas são as headbands, tiaras fofas e femininas que também compõe o estilo gypsy, ou cigano contemporâneo, já que o Boho teve raízes nos elementos da cultura cigana que também foram adotados pelos demais movimentos do estilo boêmio. Todas essas peças maravilhosas você pode encontrar facilmente em grifes específicas por valores absurdos, ou pode encontrar facilmente garimpando em brechós! (Porque brechó é a moda que sempre volta!)

Para se inspirar, fique de olho nas gêmeas Ashley e Mary Kate Olsen!

 

Para usar no dia a dia , aposte em peças neutras ou jeans e aplique elementos do estilo, como blusas, vestidos e acessórios!

 

 

A moda da roupa velha

Não sou grande entendedora de moda, nem tenho roupas de griffe. Mas uma coisa que aprendi desde pequena, é que quem anda sujo, roto ou desbotado é mendigo.

Daí que tenho uma amiga que vive jogando ao vento que se veste muito bem e ela e o seu namorado, (que não enxergam muito bem as pessoas e o que elas são, e sim o que elas têm) se vestem de roupas caras e da moda. Ela fez aniversário. Durante a festa percebi que seu namorado estava com uma blusa queimada, como se fosse um queimado à ferro, e o plastico do decalque todo roto.

Fiz o seguinte comentário: “Poxa amiga, vocês falam tanto que compram blusa-rasgada-2roupas caras. Porque deixou seu namorado vir com essa roupa rasgada na sua festa?”

Como resposta eu recebi: “Rasgada? Aquela blusa custou R$200,00”

Pois fiquei eu boquiaberta com a resposta, pois nem no brechó onde eu compro roupas, eu compro roupas assim. Depois percebi que existe uma “tendência” a se usar roupas de mendigo, que por serem de etiqueta, são, na verdade, um artigo de luxo.

2010-10-28_145856 cópia

Inclusive celebridades usam roupas rotas e são muito conceituadas. Mas eu me pergunto, que conceito tem uma roupa rasgada? Nos anos 80 elas marcavam subversividade, nos anos 90 representavam rebeldia sem causa, e agora, nos anos 10, ela marca o que?

Em meio à feirinhas e brechós, eu nunca me deparei com roupas manchadas, rotas, rasgadas ou desbotadas. Por esse valor (R$200,00) eu compro coisas lindas e fico bem elegante.

Que fique claro, cada um veste o que quer, mas numa época em que sustentabilidade é a palavra da ocasião, pode-se valer de roupas em péssimo estado em qualquer lugar: E de graça!

7651-camisa-xadrez-manchada-wolnner-r-210-637x0-3

Super Mulher, Mulher Maravilha

De manhã cedo
essa senhora se conforma
bota a mesa, tira o pó,
lava a roupa seca os olhos
Ah! Como essa santa
não se esquece de pedir
pelas mulheres, pelos filhos, pelo pão
Depois sorri meio sem-graça
e abraça aquele homem,
aquele mundo
que a faz assim feliz
De tardezinha
essa menina se namora,
se enfeita, se decora,
sabe tudo, não faz mal
Ah! Como essa coisa é tão bonita
ser cantora, ser artista
isso tudo é muito bom
E chora tanto de prazer e de agonia
DE ALGUM DIA, QUALQUER DIA ENTENDER DE SER FELIZ
De madrugada
essa mulher faz tanto estrago,
tira a roupa, faz a cama,
vira a mesa, seca o bar
Ah! Como essa louca se esquece
quantos homens enlouquece
nessa boca, nesse chão
Depois parece que acha graça
e agradece ao destino aquilo tudo
que a faz tão infeliz
Essa menina, essa mulher, essa senhora
em quem esbarro a toda hora
num espelho casual
é feita de sombra e tanta luz
de tanta lama e tanta cruz
que acha tudo natural
(Essa mulher. Canção de Joyce e Ana Terra.
Lindamente gravada por Elis Regina)

Doce Melodia de Amar

O Pequeno Príncipe amedrontado, protegia-se empoleirado em cima do muro.  Quantas vezes nos sentimos assim, nas esquinas da nossa rua?


Nem sempre as serpentes são visíveis. Às vezes escondem-se nas sombras da noite, outras tantas passeiam ao nosso lado. Algumas vezes se fazem de amigas e até mesmo podem roubar nosso namorado.  Assim é a vida que se desenrola, entre as pombas da paz e os urubus da agonia.

Que hajam muitos beija-flores esvoaçando na mais pura alegria.  Mas que os urubus tenham a sua vez, pois também são criaturas de Deus, cumprindo o instinto de espécie.
Beija-flores e urubus são instrumentos do Supremo Criador  a mostrar a dualidade da existência, onde nela as criaturas evoluem seus espíritos,  aparando as arestas das propensões e deficiências de caráter, aprendendo a  conviver  com harmonia e solidariedade.

O Pequeno Príncipe, ingênuo e sem malícia segue seu caminho protegido por alguém  que sentiu-se cativado por aquele menino.  Nós, adultos nem sempre perdemos a nossa ingenuidade e confiamos…  que o outro seja tão verdadeiro quanto nós somos.
Que o outro jamais nos faça aquilo que não desejamos a ninguém.  Contudo o discernimento só virá com a reflexão dos acontecimentos.  Nem sempre a razão se mostra convincente, quando a emoção toma conta de  nós.

Entre a Razão e a Emoção, tantas vezes desequilibra- se o coração.  Más há que se viver o momento, já que esta passagem revela-se fugaz.  Há que se ter a consciência, de que o tempo não volta atrás!

Assim, se tudo o que mais queremos é ser feliz hoje e nada mais,  então que se colha a rosa amada protegida do Pequeno Príncipe,  com a certeza de que nela o imenso Amor faz a sua morada.   Sejamos do Amor cativos, quando outros braços nos enlaçarem  e chamarem para vivê-lo na plenitude.

Ainda que o Amor nos aperte como feixes de trigo, ainda assim irá  extrair  a nossa melhor essência,  os caros perfumes compartilhados a dois, a fim de que se possa ouvir a mais  doce melodia.

Aquela que nossos ouvidos tanto anseiam:
Eu Te Amo!

ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY

Porque o homem não ouve a mulher?

 

A lava-louças de Wanda parou de funcionar e ela chamou um técnico. Como ela tinha que ir trabalhar no dia em que o técnico viria, ela disse a ele:

‘Deixarei a chave da casa sob o capacho. Conserte a lavadora, deixe a conta sobre o balcão da pia e lhe mandarei o pagamento pelo correio’ (isso é muito comum nos EUA). Oh, a propósito; não se preocupe com Spike, o cachorro; ele não o incomodará.Mas, seja lá o que você tenha que fazer ou o que ouvir, NÃO fale com o papagaio.Repito: NÃO fale com o papagaio.’

 

 

Quando o técnico chegou à casa de Wanda, ele viu o maior cachorro que ele já tinha visto, e com cara de mau. Porém, exatamente como ela havia dito, o cachorro ficou deitado no carpete, sossegado, apenas observando o homem fazer seu serviço.

 

 

O papagaio, porém, deixou-o quase louco, gritando, xingando e falando palavrões o tempo todo.  Não aguentando mais, o técnico disse:

‘Cala a boca, papagaio idiota!’

 

E o papagaio respondeu: ‘Pega ele, Spike!’

Fonte: Pilândia

500_cao-e-papagaio.jpg image by rslonik


Comentário masculino preconceituoso

Mulher não suporta ver o homem se divertindo. Você conhece alguma mulher que incentive o namorado a ver seus amigos sem ela?  Que não reclame que quarta e domingo são dias sagrados para você assistir ao jogo do seu time?

Você bebe, ela fala que é para tomar cuidado pra não virar alcoólatra, como aquele seu tio. “É genético!” ela diz. Você fuma, ela tosse. Você dorme, ela te acorda. Você quer ver filme de menino, ela comédia romântica. E quando você está no bar, ela fecha a cara, faz bico e pede pra ir embora.

Quando o homem está se divertindo no namoro, ela começa a falar em casamento. Quando casa, ela só pensa em ficar grávida. Nascendo o rebento, ela quer que você acorde toda madrugada, sendo que só ela tem peito para dar. Uma judiação.

Se for para jogar alguma coisa com ela tem que ser tranca, uno ou ludo. Que homem se diverte jogando isso? É por isso que o homem mente. Diz que vai trabalhar até tarde, mas vai jogar poker com a turma.

Até quando a gente é criança tem uma mulher gritando pra gente parar de se divertir e fazer a lição da escola. E desde menino acho que brincadeira não deveria ter hora pra acabar.

A coisa é tão grave que desconfio o porquê das mulheres transarem de olhos fechados: só para não ver o homem se divertindo.

Cara, não é nada disso! Na verdade a gente tá aqui para colocar ordem nas coisas, senão a sociedade ia ser cheia de Hommers Simpsons passeando por aí. Completamente  sem noção. E ainda arrastariam à tira colo os seus filhinhos Barts Simpsons.

Seria uma sociedade completamente falida!

Resumindo: Nós somos a regra! (rs)

Recebido por email por Rotativo.org que leu no Farinha de Mandioca!

Desencalha Wanderson!

Agradeço grandemente aos meus amigos que me mandam enxurradas de emails inúteis, pois graças a eles sempre tenho do que falar. A última pérola foi uma amiga me indicando o site Desencalha Wanderson, pra eu arrumar um namorado. É o fim da picada, né!

Mas fiquei espantada, porque eu nunca me empenharia com tanto afinco pra arrumar um bom partido para me casar. Eu até fiz uma pequena seleção na surdina que foi o maior fracasso, rs.

O cara é sucesso total, altamente comentado, tanto no twitter, quanto na Blogosfera em geral. Estou na torcida do Wanderson que quer encontrar uma virgem de 29 anos para formar uma família e ser feliz!