Se trata de fazer a diferença

Eu não conheço tudo. Não sou formada, não tenho um diploma. É isso é uma coisa que realmente me incomoda. Mas sou muito feliz de uma maneira geral. Sou feliz quando uma pessoa admira tanto meu conhecimento por alguma coisa, que mesmo tendo um diploma, vem me consultar. Eu fico muito feliz de dividir conhecimento, de ajudar alguém a realizar alguma coisa. Eu me sinto muito realizada quando percebo que tornei o dia de alguém melhor. Eu acho que é isso que nos torna melhores. Não é sua ocupação, ou sua conta bancária, ou quanto você pode comprar que te torna uma pessoa, uma pessoa feliz, uma pessoa importante. Porque isso, qualquer um que consiga dinheiro pode fazer. Mas fazer a diferença na vida de alguém, ser caridoso, humano, empático, isso só as pessoas especiais fazem. Eu me sinto uma dessas pessoas. 

Então, podem tentar me diminuir por eu não ter um diploma, ou por eu não ter uma profissão ou um emprego, ou ainda, por eu não te dinheiro, porque eu tenho uma coisa que talvez você não tenha: amigos, amor, humanidade!
Um bom fim de semana. #maisamorporfavor

Anúncios

Venha abrir as janelas da vida

“Canto, pra dizer que no meu coração

Já não mais se agitam as sombras de uma paixão

Ele não é mais abrigo de amores perdidos

É um lago mais tranquilo, onde a dor não tem razão

nele, a semente de um novo amor nasceu

Livre de todo rancor, a flor se abriu

Venho reabrir as janelas da vida

E cantar, como jamais cantei essa felicidade, ainda

Quem esperou como eu por um novo carinho

E viveu tão sozinho, tem que agradecer

Quando consegue do peito tirar o espinho

É que a velha esperança já não pode morrer”

Música de Paulinho da Viola e Elton Menezes