De que lado você está?

222

O mundo se divide em dois grupos: os que produzem coisas pro mundo e os que criticam a produção dos outros. Porque as pessoas que realizam coisas estão ocupadas demais para criticar o trabalho alheio. Antes das redes sociais existiam as tias chatas, que viviam te questionando porque você não isso, porque não aquilo, enfim, uma série de questionamentos que ia desde criticar o vizinho que não varria sua calçada até a comida gordurosa que fazia todo mundo engordar.

Poucas eram as pessoas que varriam suas calçadas e preparavam comidas saudáveis para si e sua família. Mas esse é só um exemplo. Mas esse texto não é para reclamar do alheio. Muito pelo contrario, é apenas um questionamento. Porque a gente reclama do governo, a gente reclama das ferocidades no trânsito, a gente reclama da corrupção na política. Mas o que estamos fazendo para mudar o nosso mundo? Mudar o mundo não é mudar o Brasil não..

Estou falando de mudar o seu mundo, seu quarto, sua casa, seu quintal. Porque se você não colabora na sua casa tirando o lixo do banheiro da sua casa, como pode fazer reclamações da saúde pública se você não está cuidando da saúde pública do seu mundo, da sua casa, e do seu reino que é sua família: sua mãe, seu pai, sua esposa, filhos, marido, primos, avó ou seja lá com quem você mora.

Como se pode reclamar da violência no trânsito se você não dá a vez? Se você acelera quando alguém dá seta, se ultrapassa pelo acostamento achando que sua pressa é maior que a do outro. Lembra quando a tia Cotinha do ensino fundamental falava pra você esperar sua vez na fila? Que? Você faltou nesse dia?

Hoje em dia eu percebo muitas pessoas se importando com mudanças de comportamento, muito mais do que nos anos 90, muito mais do que nos anos 2000, muito mais do que nos anos 10. Muitas pessoas da minha geração reconhecendo que há um problema e que ele vem de cada um, vem de dentro de nós e mudando seu jeito de ser. Mas mesmo vendo uma mudança geral, uma positividade grande na minha geração, (o que me orgulho muito), ainda há um longo caminho a se percorrer no que se trata das gerações vazias, que são as gerações que nasceram nos anos 2000, e 2010. Porque foi exatamente essas gerações que foram afetadas diretamente pela falta de valores. E a culpa é minha?

A culpa é de todos nós.  Que tornamos hábitos ruins como hábitos normais e essa geração aprendeu errado. E eu acho muito lindo essa conscientização e esse movimento que vejo não só nas redes sociais, mas quando ando por aí, que a grosseria ainda existe, mas sempre tem uma gentileza para contrabalançar.

Sempre tem alguém para reclamar do que tá errado, mas tem muita gente que pega o papel do chão e joga na lixeira. Então fala pra mim. De que lado você está?

 

 

Anúncios

Um pensamento sobre “De que lado você está?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s