Uma amiga que se vai

Mao1Cá estava eu, distraída nas tarefas do dia quando tive uma sensação ruim. Devido a alguns dias cansativos, da bagunça diária das crianças, das nossas atividades rotineiras como dona de casa que ainda trabalha em casa, em meio ás fraldas e cueiros por lavar comecei a sentir a falta dela. Essa amiga já me acompanha há algum tempo, e tem dias que não posso viver sem ela. Nunca tinha reparado como ela me faria falta. Assim como é com as pessoas que nos são queridas. Quando estão por perto fazem parte do dia, mas quando não estão fica um enorme vazio.

Vazio não é exatamente como ficaram as coisas. Minha vida ficou cheia, cheia de ocupações e ela…ela estava se acabando e eu não percebia. Um gemido, um som mais vagaroso…e as coisas foram ficando piores.

Hoje tive a notícia de que ela ia realmente me deixar. Não contive as lágrimas: sem exagero, chorei. Eu não podia acreditar que estava acontecendo. Pedi ajuda, a ajuda veio. Mas aos trancos e barrancos ainda estou com ela. Mas não completamente. Sinto que vou perdê-la em breve. Vou aproveitá-la ao máximo. Minha lavadora, minha máquina, minha Cônsul. O que eu vou fazer sem você?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s