Semana da Mulher–Métodos Contraceptivos

mtodoscontraceptivosComo podemos falar da semana da mulher, sem mencionar o que  mais nos libertou nos últimos anos: a liberdade de escolha de ter filhos ou não, e com isso a nossa libertação sexual, o direito à saúde, etc.

Vejo os métodos contraceptivos como uma grande possibilidade de liberdade da mulher. Mas para isso é preciso conhecê-los, e muita mulher não está muito por dentro das possibilidades, então vou descrever rapidamente aqui quais são e como funcionam.

Anel Vaginal – É um anel de silicone, transparente e flexível que contém hormônios (estrogênio e progestênio – os mesmos da pílula) que são liberados dentro da vagina. É colocado na vagina pela mulher e hormônio é liberado diariamente, deve ser trocado a cada 3 semanas com pausa de 7 dias. tem alta eficácia mas pode causar vaginite.

Pílula – É o mais popular entre as mulheres porque pode-se usar sem preocupação, mas é preciso ser comprometida pois sua eficácia depende da periodicidade de seu uso. É um medicamento a base de hormônio (estrogênio e progesterona ou apenas progestagênio), o inconveniente é que se esquecer de tomar, é nenem na certa!

Implante – Um bastão no tamanho de um palito de fósforo, e é colocado embaixo da pele por procedimento médico que contém hormônio (etonogestrel). A duração do método é de 3 anos, pode ser retirado a qualquer momento, tem alta eficácia porque não tem como esquecer!

Preservativo – O mais famoso, pode ser utilizado por mulheres e homens, com formatos diferentes para cada um, altamente utilizado por ser prático, o masculino é utilizado na hora da transa e o feminino pode ser inserido em até 6 horas antes. tem efetividade relativa pois pode romper, mas previne contra doenças.

Injeção contraceptiva – funciona como o anticoncepcional, pode ser aplicada de 3 em 3 meses ou mensalmente de acordo com a orientação médica, algumas suspendem a menstruação, também tem alta eficácia!

Diu – Tem dois formatos, com medicação e com cobre, ele é colocado dentro do útero por um ginecologista, o de cobre impede a fertilização aumentando o muco cervical, e impede a moblização dos espermatozóides no útero. Com medicação, funciona liberando hormônios no útero e também da mesma forma que o de cobre. Pode causar rejeição no corpo.

Adesivo transdérmico – um adesivo que funciona liberando hormônio, é um pouco caro e ainda pode descolar diminiundo a sua eficácia.

Esterelização – Exige intervenção médica e internação, consiste no corte das trompas, dificilmente reversível, o SUS só faz a cirurgia gratuita se vc tem mais de 25 anos e mais de 2 filhos, tem a maior efetividade.

Também existem os Métodos Naturais, como a tabelinha, coito interrompido e outros pouco conhecidos, mas são pouco confiáveis, não protegem contra doenças e quase não são efetivos porque a pessoa tem que ter um ciclo muito regular. Eu nem saberia informar como funciona.

Esses métodos, independente do uso que fazemos deles, existem para nos dar opções de escolher a vida que vamos levar. Sei que muitas mulheres tiveram “acidentes” maravilhosos em suas vidas e filhos que vieram de repente. Mas com a existência desses métodos temos total capacidade de planejamento de nossas vidas, da nossa carreira e das nossas opções.

Feliz dia Internacional da Mulher!

#mememar

Para ouvir:

Anúncios

Um pensamento sobre “Semana da Mulher–Métodos Contraceptivos

  1. Pingback: #mememar resumo das postagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s