Dia das mães: Quando fui mãe

Eu nunca pensei em ser mãe. Não estava nos meus planos. Mas hoje eu adoro as surpresas que a vida me traz. Porque ela me trouxe meu filho. Minha gravidez foi muito difícil, muito triste, mas quando eu vi pela primeira vez aqueles olhinhos eu me senti mais forte, uma pena que não por muito tempo. Tive depressão pós parto e trabalhei muito cedo por muito tempo, estudei e só fui me acostumar com meu filho de uns 4 anos pra cá.

Meu filho é a minha centralização como ser humano. Nunca deixei faltar nada pra ele. Todos os dias quero compensar o amor que deixei de dar por algum tempo. Mas ele é a certeza de que um dia vou ser mãe de novo. Cada vez mais estamos unidos, cada vez mais confiamos um no outro. E que fique claro, que nunca, em tempo algum, mesmo estando mergulhada em trabalho, eu deixei de lhe dar um beijo ao chegar e outro ao sair para que ele se esquecesse de mim. Ele é a razão da minha luta, é o que me inspira a nunca desistir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s