Reféns do Riocard 2

Essa eu vivi hoje, e como não poderia deixar de ser, cá estou para lhes contar senhores. Estava eu indo para um compromisso com meu filho quando precisei pegar um ônibus da Pégaso.  Solicitei gentilmente ao motorista que abrisse a porta de trás do veículo para que meu filho não precisasse se espremer na roleta, nem eu ter que fazer força para pulá-lo na o roleta, pois como mencionei aqui outras vezes eu já quase quebrei as pernas do meu filho tentando fazer isso.

Pois sabe o que ele respondeu, senhores? Que não ia fazer isso, que era ordem não abrir. Pois bem. Como não sou de discutir, fui até o fiscal que foi extremamente grosseiro, disse que eram ordens da direção e tal. Daí eu perguntei: Senhor, eu tenho hérnia de disco, não posso erguer meu filho, mesmo assim não posso colocá-lo pela porta de trás (saliento que era domingo, 15h e que todos os carros estavam parados no ponto final por conta do baixo movimento de passageiros)? Ele respondeu àsperamente que não, pois eram ordens expressas dos superiores, etc.

Peguei uma van (transporte alternativo que supostamente “abastece” a milícia) e fui “seguramente” até o meu destino, ao qual ele parou, esperou eu descer com meu filho para só depois, sair com o carro.

Muito interessada, entrei no site da empresa onde está escrito:

Em 2003, a empresa Expresso Pégaso, apssou por mudanças, tanto administrativas quanto visuais. Possui uma nova e moderna diretoria, comprometida com os mais novos processos de administração e produtividade. (…) Nosso desafio é investir no atendimento aos passageiros, mantendo a qualidade de nossas equipes, para servir  seus passageiros com qualidade e tradição.

Pelo amor dos meus filhinhos, e se eu fosse obesa? E se eu fosse gestante? Então eu teria que me expremer naqueles currais minúsculos? Que se você for  pagar com dinheiro você tem que dar umas 3 barrigadas na roleta até o motorista liberar? Francamente senhores! Eu esperava no mínimo humanidade!

O pior é que todas as pessoas que moram do outro lado de Campo Grande tem que utilizar essa empresa de ônibus que domina todos os pontos de ônibus e linhas que  servem essa localidade. Eu não sou defensora das linhas de vans, sou completamente contra movimentos de milícia, mas eles agem solidamente onde o governo não intervém, eles agem em parte, em “favorecimento” desse povo que não tem amparo legal pelas autoridades. Se, os meios de transporte, não tratassem tão mal nós, usuários, teríamos um transporte de qualidade, trânsitos menos sobrecarregados e cidades menos poluídas. Estamos nos tornando, cada vez mais, reféns do Riocard!

Leia também: Reféns do Riocard

Anúncios

3 pensamentos sobre “Reféns do Riocard 2

  1. É sempre assim, onde uma empresa ou até mesmo o Estado (juridicamente falando) falham, existem opções populares, geralmente melhores que as oficiais, que prestam o serviço!!!
    Esse é nosso Brasil, onde um porteiro do senado ganha mais que um médico!

    Curtir

  2. Pingback: Meu Google Reader | 30 & Alguns

  3. Pingback: Meu Google Reader | 30 e Alguns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s